A próxima Hora dos Fundos é já no próximo dia 13 DE NOVEMBRO, às 16h, e abordará um tema muito rico e interessante: "Fontes para a História da Emigração: caminhos documentais pelos fundos do(s) Arquivo(s)”.

Desta vez contaremos com a presença de Fernando de Sousa, professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, doutorado em História, investigador e coordenador do CEPESE - Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade, e de Sónia Gomes, arquivista e colaboradora do Arquivo Distrital do Porto, moderados pela Diretora do Arquivo Distrital do Porto Maria João Pires de Lima.

Para além de dar a conhecer as fontes do arquivo, estas sessões pretendem estimular o diálogo e a partilha de experiências entre investigadores, jornalistas e autores que utilizaram, nos seus trabalhos, fontes documentais de arquivos públicos ou privados.

A não perder: na quarta-feira, dia 13 de novembro, às 16h, na Sala de Leitura do Arquivo Distrital do Porto! A entrada é livre!

 

Porto, 4 de novembro de 2019

No dia 8 de novembro, a partir das 18h, vai haver uma interrupção total de serviços na rede da DGLAB. Durante esse período, prevemos que todos os serviços (pesquisas, pedidos, contactos) estejam indisponíveis.

A retoma dos serviços deverá ocorrer durante a manhã de sábado, dia 9 de novembro.

Agradecemos a compreensão.

 

Porto, 4 de novembro de 2019

Realiza-se, no Arquivo Distrital do Porto, no próximo dia 19 de setembro a conferência "Porto 1919" - Conferências do 19 (setembro).

Esta conferência enquadra-se nas comemorações dos 100 anos da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e terá como conferencista Gaspar Manuel Martins Pereira, Professor do Departamento de História e de Estudos Políticos e Internacionais. A moderação ficará a cargo de Maria da Conceição Coelho de Meireles Pereira – Professora do Departamento de História e de Estudos Políticos e Internacionais.

Mais informações em: http://blogs.letras.up.pt/100anosflup/conferencias-do-19-setembro/

A entrada é livre.

 

Porto, 17 de setembro de 2019

O Plano de Preparação e Contingência do Governo Português para a Saída do Reino Unido da União Europeia, aprovado em Conselho de Ministros no dia 17 de janeiro, identificou as medidas de preparação e de contingência em matéria de direitos dos cidadãos, agentes económicos e investimento que, ao nível nacional, visam minimizar os efeitos e as consequências decorrentes da saída do RU da UE. Consulte o Plano aqui.

Mais informação em https://www.portaldiplomatico.mne.gov.pt/politica-externa/brexit 

Porto, 23 de julho de 2019

Foi concluído, em março de 2019, mais um projeto de tratamento arquivístico do Arquivo Distrital do Porto, que resultou na disponibilização de mais um fundo documental para consulta pública: o fundo da Liga Portuguesa de Profilaxia Social (LPPS)

Este projeto, inserido na XIX CONVOCATÓRIA IBERARQUIVOS-PROGRAMA ADAI – 2016/17 e intitulado “Profilaxia e Saúde Pública em Portugal e no Mundo: campanhas, evidências e memória”, permitiu tratar 699 processos, 211 cartazes sem moldura e 45 cartazes emoldurados, 2.804 fotografias, 1.090 negativos e 767 diapositivos da LPPS, cuja documentação se encontra depositada no Arquivo Distrital do Porto desde dezembro de 2014.

A comparticipação de 2.500 euros permitiu exclusivamente a aquisição de material de conservação, tendo o ADP disponibilizado os restantes recursos materiais, técnicos e humanos à concretização do projeto.

O tratamento de conservação consistiu na higienização dos processos, que contemplou a remoção de capas, de poeiras soltas e aderentes e de todos elementos metálicos oxidados; a planificação das partes dobradas/ vincadas e consolidação das folhas mais danificadas e frágeis, sempre que necessário; bem como o reacondicionamento dos documentos e peças intervencionados. Todas as operações de conservação foram executadas com recurso à utilização de materiais e equipamentos adequados à preservação de documentos tradicionais.

O tratamento técnico arquivístico consistiu na organização do fundo de arquivo com base em critérios orgânico-funcionais, o que resultou na criação de uma estrutura arquivística hierárquica; na descrição dos processos ao nível do inventário e das peças (cartazes) ao nível do catálogo, na aplicação digitar e na colocação de referências e de cotas na documentação.

A partir do site https://pesquisa.adporto.arquivos.pt/ já é possível explorar todas as unidades de descrição criadas, nomeadamente: 3 secções, 2 subsecções, 27 séries, 58 subséries, 790 unidades de instalação e 270 documentos simples.

Para aceder aos registos descritivos, basta entrar em Pesquisa Avançada, escrever no título a palavra Liga, selecionar nos Níveis de Descrição, a expressão Fundo, e clicar em Pesquisar.

 

 

Porto, 15 de abril de 2019

SCROLL TO TOP